folha

Audiências virtuais agilizam mediações de famílias fragmentadas entre Brasil e Japão

Por Juliana Sayuri
De Toyohashi (Japão)
(Para Folha de S.Paulo – 12/6/2021)

Foi por uma tela do Microsoft Teams que a paulista Elisabeth Sato, 35, pôs um ponto final no seu casamento no fim de março no Japão.

À distância de mais de 17 mil km de um fórum brasileiro, Sato e o ex-marido conseguiram oficializar o divórcio em uma audiência virtual realizada pelo Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania) do Tribunal de Justiça de Jundiaí, no interior de São Paulo.

Sato e o ex, também paulista, namoraram e se uniram no Japão, em 2009, e depois registraram o casamento durante uma visita ao Brasil, em 2013. Eles têm dois filhos, um menino de 8 anos e uma menina de 5.

“O casamento não deu certo, mas a amizade ficou”, diz ela, que trabalha como tradutora e assistente para crianças brasileiras na pré-escola na cidade japonesa de Fukuroi, na província de Shizuoka.

Desde 2020, eles estavam decididos a se separar. Sem a alternativa virtual, precisariam mandar procurações para dois amigos ou advogados representá-los nos trâmites de cartório ou viajar de volta ao Brasil para assinar tudo pessoalmente. “Na pandemia, nada disso era possível.” […]

FOTO: KELLY SIKKEMA/UNSPLASH

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s