nexo

O estudo que indica lentidão na imunização de indígenas

Análise da Open Knowledge Brasil revela ritmo lento na Amazônia Legal. Falta de dados e transparência estão entre os entraves

Por Juliana Sayuri
De Toyohashi (Japão)
(Para Nexo – 27/3/2021)

Incluídos no grupo priorizado pelo governo federal na campanha de imunização contra a covid-19, os indígenas têm sido vacinados num ritmo lento: 29% deles haviam recebido as duas doses de imunizante até 11 de março, destaca o boletim especial do Índice de Transparência da Covid-19, iniciativa da Open Knowledge Brasil, publicado em 23 de na terça-feira (23).

É uma porcentagem inferior aos 32% de cobertura dos profissionais de saúde, que estão na linha de frente e são expressivamente mais numerosos, e quase 60% dos idosos com mais de 60 anos que residem em casas de repouso.

O Brasil deu início à imunização contra a covid-19 em 17 de janeiro, num momento em que cerca de 50 países já tinham começado suas campanhas de proteção da população contra a covid-19. Nos grupos prioritários também estão profissionais de saúde, idosos, quilombolas e ribeirinhos, totalizando 77,2 milhões de pessoas, segundo o PNI (Plano Nacional de Imunização) atualizado em 15 de fevereiro. […]

FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s