folha

Declarações contraditórias ilustram vaivém da Olimpíada

Por Juliana Sayuri e Gustavo Queirolo
De Toyohashi (Japão) e São Paulo
(Para Folha de S.Paulo – 4/2/2021)

Rumo a Tóquio, a tocha olímpica cruzará as 47 províncias japonesas ao longo de 121 dias a partir de 25 de março, se –e esse é um importante “se”– o calendário oficial for mantido apesar da pandemia de Covid-19.

A menos de 50 dias do revezamento da chama, que marca a contagem regressiva para a abertura da Olimpíada, prevista para 23 de julho, a incerteza ainda ronda a realização dos Jogos.

Símbolo olímpico, a tocha também representaria uma “luz no fim do túnel” no mundo pós-pandemia. A chama está abrigada no território japonês desde março de 2020 (o mês de declaração de pandemia pela OMS, que marcou a transferência de Tóquio-2020 para 2021). […]

IMAGEM: NAOKI URASAWA/TOKYO2020

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s