nexo

As postagens da Secom. E as questões legais que elas despertam

Por Juliana Sayuri
De Toyohashi (Japão)
(Para Nexo – 17/9/2020)

O perfil @SecomVc no Twitter, canal oficial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência, publicou na segunda-feira (14) uma série de posts sobre as ações do governo no combate à covid-19 e o impacto econômico da pandemia.

O ponto de partida foi se posicionar ante “a repetição de abordagens de diferentes veículos” de imprensa, nas palavras da secretaria. A postagem incluía imagens de diferentes sites de notícias com a mesma manchete: “Arroz mais caro já motivou revoltas, causou mortes e derrubou líderes pelo mundo”.

O tuíte reforçava um discurso que circula nas redes bolsonaristas de que a imprensa é “inimiga” de Jair Bolsonaro. Entre os apoiadores do presidente, a mesma imagem das manchetes repetidas circulou como “prova” de que existe uma suposta orquestração contra o governo.

O que a @SecomVc não diz é que o título se refere a uma reportagem sobre o aumento do preço do arroz produzida pela agência de notícias BBC News Brasil, vinculada à British Broadcasting Corporation (Corporação Britânica de Radiodifusão, em tradução livre). […]

FOTO: @SECOMVC/TWITTER/REP

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s