gama

Sentindo cansaço extremo? Você não está sozinho

Por Juliana Sayuri
De Toyohashi (Japão)
(Para Gama Revista – 13/9/2020)

Depois de um longo dia de trabalho, quer-se mais é o sono dos justos. Vira-se para um lado e para o outro, até que finalmente o corpo é vencido pela melatonina, um hormônio produzido naturalmente pelo cérebro, que nos desacelera a ponto de nos adormecer. Na manhã seguinte, porém, às vezes você acorda alquebrado, moído como se não tivesse conseguido pregar os olhos nem por um minuto – e a ideia de levantar e começar mais um dia de trabalho é tão atrativa quanto tomar um shot de covid-19. Bem-vindo ao clube dos cansados.

Não é demais dizer que todos estamos cansados a certo ponto, por diferentes motivos. Para quem está trabalhando no modelo home office, pesa principalmente o tempo, isto é, as horas trabalhadas. Se você trabalha, é mulher e mãe, a jornada pode se estender num looping quase que infinito dentro de casa. Para quem está na rua todos os dias para literalmente garantir o arroz nosso de cada dia, como os entregadores de app, trabalho pode implicar risco diário e direitos trabalhistas na corda bamba, um esforço físico e psicológico de quem se equilibra na informalidade da “uberização“. É verdade que a tripla jornada feminina e a precariedade do trabalhadores informais já existiam antes, mas a pandemia as acirrou. […]

FOTO: JEZ TIMMS/UNSPLASH

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s