nexo

A consolidação da sharia no Brunei. E as reações pelo mundo

Segundo a lei baseada em leitura radical do Alcorão, homossexualidade, adultério e aborto passaram a ser punidos por apedrejamento ou chibatadas até a morte no sultanato do sudeste asiático

Por Juliana Sayuri
De São Paulo
(Para Nexo – 8/4/2019)

Novas leis entraram em vigor no Brunei em 3 de abril de 2019. Segundo as seções atualizadas do Código Penal da Sharia do país do sudeste asiático, instituído pelo sultão e primeiro-ministro Hassanal Bolkiah, atos como sexo gay, adultério e aborto se tornaram crimes puníveis com apedrejamento até a morte.

A homossexualidade já era criminalizada no país, com pena de até 10 anos de prisão. Agora, Brunei é o sétimo país-membro das Nações Unidas a impor a pena capital para gays. Os outros são Arábia Saudita, Irã, Iêmen, Nigéria, Sudão e Somália, que também adotam a Sharia, que é um conjunto de preceitos legais baseados na interpretação radical das tradições islâmicas presentes no Alcorão. […]

420.jpg

FOTO: WIKIMEDIA COMMONS

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s