nexo

6 poetas mulheres para ficar de olho, segundo esta crítica literária

Organizadora de ‘26 Poetas Hoje’ (1976), obra que se tornou uma antologia clássica da poesia marginal, Heloisa Buarque de Hollanda prepara novo livro destacando jovens autoras

Por Juliana Sayuri
De São Paulo
(Para Nexo – 8/3/2019)

Em 1976, a ensaísta paulista Heloisa Buarque de Hollanda, então doutoranda em Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), lançou “26 Poetas Hoje”, que se tornaria uma antologia clássica da poesia marginal durante a ditadura militar.

Na época, Heloisa destacou autores da chamada “geração mimeógrafo”, um movimento literário das décadas de 1970 e 1980, como Ana Cristina Cesar (1952-1983), Chacal e Cacaso (1944-1987). Devido à censura do período, eles substituíam os círculos tradicionais da literatura (editoras e livrarias) por cópias mimeografadas de suas obras, publicadas em pequenas tiragens de baixo custo e comercializadas de mão em mão.

Aos 79 anos e autora de mais de 45 livros, entre eles o recente “Explosão Feminista” (Companhia das Letras), de 2018, ela está preparando uma nova antologia, dessa vez inteiramente dedicada a artistas do sexo feminino: “As 26 Poetas Hoje”, que será lançado no segundo semestre de 2019 pela Companhia das Letras. “Na época, eram os poetas marginais que estavam na linha de frente. Hoje, são as mulheres”, define. […]

388.jpeg

FOTO: FACEBOOK

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s