folha

‘Dialeto’ de Floripa rende dicionário, vídeos e suvenires ilustrados

Sotaque chiado, cantado e muito veloz é característico do manezinho, como são chamados os nativos da ilha

Por Juliana Sayuri
De Florianópolis
(Para Folha de S.Paulo – 27/2/2019)

“Premêro tu câmba azishquêrda, adepôsh tu câmbash ásh derêita, daí é só siguí reto toda vida…” Em outras palavras, vire à esquerda, depois vire à direita e siga em frente. Talvez turistas desavisados não consigam entender imediatamente o que dizem moradores de Florianópolis.

O sotaque chiado, cantado e muito veloz é característico do “manezinho”, como são chamados os nativos da ilha. Além da pronúncia peculiar, um misto da herança histórica da colonização açoriana e da cultura pesqueira na cidade litorânea, o “manezês” reúne uma série de expressões e palavras próprias, como “bucica” (cadela, a fêmea do cachorro), “boca mole” (idiota) e “istepô” (o do contra, que se opõe a tudo).

A fim de resgatar e divulgar a identidade “manezinha”, o designer catarinense Douglas Ferreira, 33, fundou o “Dezarranjo Ilhéu” no Facebook em setembro de 2014. Hoje, a página conta mais de 118 mil fãs. Em janeiro de 2016, entrou no YouTube, somando mais de 2,3 milhões de visualizações desde a estreia. […]

378.jpg

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s