aliás – estado

Ainda podemos?

Os jovens acreditaram no “yes, we can change” de Barack Obama. Oito anos depois, querem mais mudança. De olho nas eleiçõesamericanas, o economista Joseph Stiglitz, Prêmio Nobel, atribui peso decisivo ao voto da juventude nesta nova disputa presidencial. “Precisamos imaginar que é possível mudar esse sistema. E os jovens, sim, acreditam que outro mundo é possível”

Por Juliana Sayuri
De Nova York

(Para O Estado de S. Paulo – 8/5/2016)

Imagine um economista americano crítico aos excessos do capitalismo, às benesses concedidas aos bancos e aos privilégios das indústrias. Um liberal que considera obscena a concentração de renda pelo 1% dos mais ricos. Um intelectual sênior que, na casa dos 70 anos, afirma acreditar que é possível mudar o mundo, que os jovens farão a diferença e que os 99% terão vez. Dificilmente esse economista teria tanta voz, não fosse um detalhe: este economista é Joseph Stiglitz, Prêmio Nobel, ex-Banco Mundial, autor de mais de 30 livros e laureado com mais de 40 doutorados honoris causa.

Stiglitz inspirou movimentos mundo afora a partir de uma ideia simples, mas radical: a desigualdade não é um destino selado por uma mão invisível e irrefreável, mas resultado de políticas concretas de quem está no poder. […]

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s