aliás – estado

Pesadelos de um sedutor

Por Jessica Winter/Slate
(Para O Estado de S. Paulo – 19/1/2014)

1

Há mais de 20 anos, todo novo filme de Woody Allen traz de volta a vida pessoal do diretor: sua tempestuosa separação de Mia Farrow, em 1992; seu caso com a adolescente adotada por Mia, Soon-Yi Previn (com a qual Allen depois viria a se casar); e, de longe a pior parte, as acusações de que ele molestara a filha que adotara com Mia, Dylan, de 7 anos.

As controvérsias em torno de Allen voltaram a esquentar agora com sua 24ª indicação para o Oscar por seu último filme, Blue Jasmine, que também levou à indicação das atrizes Cate Blanchett e Sally Hawkyns. Em novembro, Vanity Fair publicou uma revisita de Maureen Orth ao escândalo Allen-Farrow, incluindo a primeira entrevista já feita com Dylan. A entrevista foi uma bomba: Dylan (hoje usando outro nome) não vacilou em relação à história que contou aos 7 anos sobre Woody molestando-a e atacando-a sexualmente no sótão da casa da mãe, em Connecticut, em 4 de agosto de 1992. Seu irmão Ronan Farrow, possível futuro astro, apoiou-a. Depois de Allen receber no domingo passado uma homenagem pelo conjunto da obra, na cerimônia de premiação do Globo de Ouro, Ronan tuitou: “Perdi o tributo a Woody Allen. Foi antes ou depois de Annie Hall que eles falaram da parte em que uma mulher confirmou publicamente que ele a molestou aos 7 anos?”. […] / TRADUÇÃO DE IVAN MARSIGLIA, JULIANA SAYURI E ROBERTO MUNIZ

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s