aliás – estado

Cópia infiel

Pai, perdoai a Cecília. Ela não sabe como se faz

Por Juliana Sayuri
De São Paulo
(Para O Estado de S. Paulo – 26/8/2012)

Ops! Essa é a primeira impressão ao contemplar o afresco Ecce Homo, do pintor espanhol Elías García Martínez (1858-1934), “restaurado” amadoramente por Cecilia Giménez, uma senhorinha octogenária que conquistou fama internacional instantânea nessa semana. Talvez ela esperasse reações elogiosas como um belo voilà! ou um pomposo bravo! Predominaram, porém, feições boquiabertas: de um lado, artistas e carolas escandalizadas com o rosto de Jesus Cristo desfigurado a ponto de se assemelhar a um simpático macaquinho; de outro, trendsetters fanfarrões e leigos animados com os chistes espirituosos espalhados nas redes sociais mundo afora.

Cecilia Giménez nem imaginava o furor que Ecce Homo iria causar. Ela viu o afresco do século 19 esquecido no Santuário de Misericórdia de Borja, cidadezinha de uns 5 mil habitantes na Província de Zaragoza, nordeste da Espanha. Queria dar mais cor à catedral. A pintura mural de 50 x 40 centímetros estava ali, a poucos metros de sua casa, deteriorado entre fendas e salitres. Na melhor das intenções, decidiu restaurá-lo, sem pedir autorização. Ora, Borja, por que não? […]

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s