revista sãopaulo

Somos ‘bad boys’, brinca músico de A Banda Mais Bonita da Cidade

Por Juliana Sayuri
De São Paulo
(Para Folha de S.Paulo – 5/6/2011)

Você pode amar ou odiar, mas você viu. Aliás, quase todo mundo viu, curtiu, tuitou e parodiou. Desde 17 de maio, mais de 4 milhões assistiram ao clipe da música “Oração”, 42 mil “curtiram” a banda no Facebook e 20 mil se tornaram seus seguidores no Twitter. Mas agora A Banda Mais Bonita da Cidade volta ao mundo real, desembarcando na cidade de São Paulo para o show de estreia no Studio SP, na terça-feira (7).

Novos queridinhos da cena musical in­dependente, Uyara Torrente, Vinícius Nisi, Rodrigo Lemos, Luís Bourscheidt e Diego Plaça foram convidados pelo projeto Cedo e Sentado, realizado em parceria com a Casa Fora do Eixo. Além do quinteto curitibano, o show também traz as mineiras Dead Lovers Twisted Heart, Fusile, Gra­veola e o Lixo Polifônico. Neste mês, A Banda ainda se apresenta em Belo Horizonte, Curitiba e Rio de Janeiro –e volta à capital paulista no dia 16 de junho, para outro show no Studio SP.
Sobre a pose de “bons moços” e a baladinha alegre “Oração” –alegre até demais para certos ouvidos –, Nisi brinca: “Não, nós somos ‘bad boys'”. Confira a entrevista descontraída com integrantes da banda:

sãopaulo – Em São Paulo, qual é a banda mais bonita da cidade?
Vinicius Nisi – No momento, enquanto estamos aqui, somos nós [risos]. Mas na semana que vem, a história muda. É difícil citar bandas, principalmente porque nós temos muitos amigos músicos aqui em São Paulo.

Bandinha “indie” e “fofa”. Como vocês recebem essas definições?
Rodrigo Lemos – Neste primeiro momento, classificar é importante, pois o público precisa se situar sobre uma banda nova. O vídeo de “Oração” retrata um momento muito alegre, entre nossos amigos. É “fofo”, mas quem acompanhar o show poderá ver que nós somos “bad boys” –não, é brincadeira [risos]. O clima do show é diferente, não tem alegria o tempo inteiro. São altos e baixos.

A estreia no palco do Studio SP faz parte do projeto Cedo e Sentado. Como será o show?
Rodrigo – Pode até começar “cedo”, mas “sentado” não vai rolar. No momento, não queremos só reforçar “Oração”, mas mostrar outras facetas da banda.

Quais são os próximos passos da banda? E o próximo clipe?
Rodrigo – O próximo clipe deve ser “o” primeiro clipe. Nós não tínhamos a intenção de lançar “Oração” como um clipe mesmo, tanto que o áudio foi captado ao vivo –não foi em estúdio, com uma produção de verdade. Nós também temos o Catarse, um projeto de financiamento colaborativo para a produção do álbum oficial da banda, com 12 músicas. Seria o primeiro disco mesmo, independente e com a colaboração do público. A Banda Mais Bonita da Cidade sempre foi um projeto coletivo.
Vinicius – Na verdade, nós fizemos 12 projetos separados no Catarse. Então, se o público apoiar e investir em nove músicas, o disco terá essas nove músicas gravadas.
Rodrigo – E se forem só três vira um EP [risos].

E as paródias?
Vinicius – Ah, a gente se diverte. Algumas são engraçadas, outras nem tanto.

Vocês têm medo de se tornar uma banda de uma música só?
Rodrigo – É difícil começar a carreira “ao contrário”, assim, de repente. Mas nós não temos só “Oração”. Como disse antes, queremos mostrar outras facetas da banda.
Vinicius – Nos vídeos anteriores, postados no Youtube, 10 mil visitas em um mês era uma marca ótima. Não imaginávamos o impacto de “Oração”.
Rodrigo – Mas a gente não tem a pretensão de emplacar outro vídeo com 4 milhões de visitas. Quem fica correndo atrás disso tem uma chance enorme de se frustar.

 F (15)

Comments:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s